terça-feira, 21 de agosto de 2018

STERLITE POWER NOMEIA CEO NO BRASIL.

A Sterlite Power indicou Rui Chammas, ex-CEO da Biosev, como líder da companhia no Brasil. A Empresa possui uma carteira de 9 projetos, o que implica um investimento próximo de US $ 1,7 bilhão no país.



Rui Chammas trabalhou por mais de 11 anos na empresa petroquímica brasileira Braskem. Antes disso, ele foi associado à empresa química francesa Rhodia por 13 anos. É formado pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e possui MBA pelo Instituto Getúlio Vargas. Ele também participou de um programa executivo de Business Dynamics no MIT Sloan.

Pratik Agarwal, CEO do Grupo Sterlite Power, afirma: “Estamos muito felizes por receber Rui na Sterlite Brasil. Ele tem uma rica experiência na gestão de grandes organizações no setor de energia. Com sua nomeação, restabelecemos nosso profundo compromisso com o setor de Transmissões do Brasil.”

A Sterlite Power é uma desenvolvedora líder global de infraestrutura de transmissão de energia com projetos de mais de 12.500 kms de circuitos e 20.500 MVA na Índia e no Brasil. Com um portfólio líder de mercado de condutores de energia, cabos EHV e OPGW, a Sterlite Power também oferece soluções para atualização, aprimoramento e reforço de redes existentes. A empresa estabeleceu novos parâmetros de referência no setor por meio de tecnologias de ponta e um financiamento inovador. A Sterlite Power também é patrocinadora da IndiGrid, a primeira Sociedade de Investimento em Infraestrutura do setor de energia da Índia (“InvIT”), listada na BSE e na NSE.

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

CASA DA MÃE JOANA.
Por Marli Gonçalves.

DESAFOROS NÃO SE LEVA PARA CASA


Tão de brincadeira. Ouço as ruas e me preocupo. Não ouço de um lado só; ouço o direito, o esquerdo, o desinformado; o influenciado e o influenciador. O idiota e o intelectual. A situação é esdrúxula, mas não só isso: é perigosa.

Estica a corda. Estica. Uma hora ela arrebenta e é esse impasse previsível que tem deixado – a mim e a muitas pessoas às quais tenho grande apreço - mais do que preocupados, chateados e irritados. Desanimados total, achando tudo um porre, nada (nem ninguém) que preste. Estamos brincando em cima de uma panela de pressão - um país perdido sem direção e em crise econômica, institucional e vou dizer: em profunda crise existencial.

Jogadas políticas temerárias vem sendo feitas à luz do dia e na calada da noite. Alguns riem. O resultado do placar é que aparece diferente para cada plateia. De um lado, os estupefatos que aceitam as provocações e acham que a solução é fechar o tempo de vez, sem entenderem que a História não deve nem precisa voltar atrás aos tempos obscuros, cavernosos e sangrentos vividos, tempos que teimam em negar como se realidade não tivessem sido. Nesse grupo há ainda os crédulos em justiceiros falastrões para quem – os que o criticam - somos analfabetos, sem ter ideia de quantos milhões o são mesmo, sem solução, e que podem votar, mas não podem ser votados para lutar contra isso.

De outro, a jogada mais radical, feita para a torcida única de bandeirinha na mão que acha que só ela sabe o que é que é bom, o que é pobre, miséria, justiça social, arte engajada, e insiste em criar caso até o fim no que não será possível, infelizmente, de forma alguma, que seja executado em paz – essa é a certeza: a candidatura de Lula, o encarcerado que mais recebe visitas que podem ser chamadas de íntimas - sem sexo, e com grande incontinência verbal.

Tapas sequenciais na cara. E ninguém está a fim de virar o outro lado para ser esbofeteado de novo.

Deixe os meninos brincarem – diria um sábio ancião, observando esse caso lá de cima de uma montanha, de onde já não mais precisa descer para votar nesse tutti-frutti absurdo e desconexo de cabo a rabo que se apresentará nas urnas. Diria mais: que eles precisam sempre regar o grupo deles, para não perderem mais do que já perderam nesses últimos anos, os que despertaram do torpor infantil emanando da plantação do canto esquerdo do rio. Jogar para a galera é o que fazem.

Só que os meninos estão justamente brincando com fogo porque querem se queimar, há entre eles muitos que – nem um pouco meninos - sabem ser o choque inevitável e para lá exatamente por isso encaminham a comissão de frente. ONU. ONU? Isso é que é atirar para todos os lados. Nunca os vi mexer o traseiro para situações vexatórias de miserê.

Teremos dias exóticos, ainda mais exóticos, quero dizer, pela frente. Vamos observar. Debates e entrevistas, os mais divertidos. Uma das melhores coisas é lembrar que a maioria das perguntas que uns fazem aos outros e que os jornalistas cutucam não têm o menor interesse de verdade para a gente a resposta, a não ser por futrica. Ver se um vai dar uma bifa na cara do outro; se o efeito do calmante vai passar, se o sangue vai subir, se gravata combina com o terno, que inclusive está tudo muito masculino para o meu gosto, se plantaram ou pintaram cabelo é o que dá a audiência.

E o que é pior, se perguntássemos ou se a conversa girasse apenas sobre as suas propostas para o Governo, seria menos constrangedor o silêncio.

2018.








* Marli Gonçalves, jornalista – Que essa corda seja resistente e não rompa. Tenho um blog. Divertido e informante ao mesmo tempo, no marligo.wordpress.com. Estou no Facebook e no Twitter. Visite o "Chumbo Gordo": www.chumbogordo.com.br.  e-mails: marli@brickmann.com.br e marligo@uol.com.br.



Leia> O Brasil Sobre Rodas.

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

FORTBRAS LANÇA PROGRAMA DE TRAINEE 2019.

A Fortbras, uma das empresas de maior crescimento no setor de autopeças no Brasil nos últimos cinco anos, integrante do Grupo Advent International, abre inscrições para o Programa de Trainee 2019. 

Estudantes dos cursos de Administração e Engenharias podem fazer suas inscrições até 2 de setembro. O processo seletivo é conduzido pela Page Talent www.pagetalent.com.br/Vagas/Details/128, unidade de negócios da Page Personnel dedicada ao recrutamento de estagiários e trainees, empresa do PageGroup no Brasil.

Para se candidatar é necessária formação entre dezembro de 2016 e dezembro 2018, ter inglês a partir do nível intermediário e domínio do pacote Office, além de disponibilidade para viagens e mudança para qualquer cidade do Brasil. Os jovens aprovados irão atuar na área de Operações/Comercial da Fortbras.

Com o objetivo de formar profissionais que ocuparão em alguns anos posições de destaque na companhia, a Fortbras elaborou atividades que oferecerão oportunidades únicas de intenso desenvolvimento. Os candidatos selecionados integrarão o time de Operações/Comercial e trabalharão diretamente com os diretores das áreas em um formato enxuto e dinâmico, além de envolvimento em outras áreas que tenham projetos prioritários.

Detalhes importantes
O programa foi pensado para ampliar o desenvolvimento do trainee da Fortbras no período de 15 meses e nos anos que se seguirão:
- Programa de desenvolvimento "on the job" (aprendendo na rotina de trabalho)
- Desenvolvimento de projetos atrelados à estratégia de criação de valor da Fortbras
- Autonomia e espaço para atuação empreendedora
- Possibilidade de atuação em mais de uma área, havendo necessidade
- Contato direto com a diretoria e presidência da empresa

Os benefícios
- Assistência médica
- Vale-refeição
- Vale-transporte
- Seguro de vida
- Remuneração compatível com as práticas do mercado


A Advent International é um dos maiores e mais experientes fundos de private equity do mundo. Está presente em 12 países e já investiu em mais de 340 empresas de 41 diferentes nacionalidades. Na América Latina, investiu em mais de 50 empresas, com valor de mercado superior a US$15 bilhões

A Fortbras distribui autopeças para mais de 25 mil clientes, incluindo oficinas automotivas, lojas de autopeças e frotistas. A empresa vende produtos elétricos e mecânicos para veículos leves, pesados e motocicletas, atendendo seus clientes a partir de 21 - centros de distribuição em 19 cidades brasileiras. Com vendas de aproximadamente R$ 500 milhões ao ano. É uma das empresas que mais crescem no setor de autopeças no Brasil, tendo dobrado seu faturamento nos últimos cinco anos.

Page Talent é a unidade de negócios da Page Personnel dedicada ao recrutamento de estagiários e trainees. É parte do PageGroup no Brasil.

ConteudoNet.

Leia> O Brasil Sobre Rodas.

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

ESTUDANTE ANDREENSE É CAMPEÃO PAULISTA NA OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA.

O aluno do 8º ano do Singular Júnior de Santo André, Danilo Almeida dos Santos, sagrou-se campeão paulista na OBMEP 2017 – Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas e Privadas, além de conquistar a 6ª melhor colocação no Brasil.

Esta vitória é uma grande conquista para o singulariano e como forma de reconhecimento pelo excelente desempenho na competição acadêmica, nesta sexta-feira (17) às 10 horas, o Singular Júnior promoverá uma homenagem para o aluno, que recentemente esteve no Rio de Janeiro para receber sua medalha. No domingo (19) ele será novamente homenageado em solenidade no Cenforpe, em São Bernardo do Campo.

De acordo com a diretora Daisy Piccoli, a solenidade visa valorizar a conquista do aluno, além do empenho do corpo docente e, principalmente, incentivar os demais estudantes para que se motivem a trilhar o caminho dos estudos com dedicação. Em olimpíadas do conhecimento, o Singular já soma mais de 300 medalhas e neste ano comemora 52 anos de serviços prestados à educação.

MP & Rossi Comunicações.

Leia> O Brasil Sobre Rodas.

DOCUMENTÁRIO GRATUITO SOBRE DIREITO À MORADIA NO BRASIL ESTREIA NESTA SEXTA-FEIRA NO CINESESC.


“Quem Mora Lá” convida para uma reflexão sobre a situação de diversas famílias brasileiras.


Em “Quem Mora Lá” uma lupa é lançada na vida de famílias moradoras da comunidade de Pocotó, situada no bairro de Boa Viagem em Recife (PE), que têm sua moradia ameaçada por um mandato de reintegração de posse e decidem ocupar um dos vários prédios abandonados no centro de Recife, o Edifício SulAmérica.

A história, ao apresentar a vida de alguns moradores de uma mesma família do Pocotó, revela a profundidade da violência sistêmica à qual está sujeita a população pobre do País, e não só a dessa comunidade.

Todas as histórias do documentário parecem retratar as mesmas situações: a impossibilidade de encaixar o aluguel na renda mensal familiar, a falta de oportunidades de geração de renda, o descaso do poder público, o preconceito social, enfim, a violência, em suas diversas formas, como rotina.

São apresentados personagens presos em um ciclo vicioso de pobreza, que eles não têm condições de quebrar, situação comum a vários estados do País.

Para Conrado Ferrato, um dos diretores do filme, “vivemos em cidades doentes, pensadas dentro de uma lógica de reprodução de capital, ignorando as verdadeiras demandas da população.” Ele participará de um debate após a exibição de estreia no dia 17/08, às 21h no CineSesc, junto a Rafael Crespo, também diretor, e a Socorro Leite, diretora executiva nacional da Habitat para a Humanidade Brasil, ONG incentivadora do filme. Para Conrado "nas cidades espetáculo que a elite procura construir - com obras cada vez mais estapafúrdias e menos inclusivas - os pobres ficam sempre escondidos e apertados nas coxias. Mesmo sendo a maioria”.

“O filme retrata a vida das famílias que demandam por moradia e que por falta de resposta do Estado, constroem seu próprio lugar na cidade. Há uma imensa desigualdade na ocupação da cidade e as ameaças de despejo e remoção acabam contrastando profundamente com os inúmeros imóveis abandonados nas cidades. Habitat trabalha para que essas desigualdades sejam reduzidas e para que as pessoas mais pobres possam ter seu direito à cidade assegurado”, afirma Socorro. O documentário é uma realização da produtora Valete de Copas em parceria com a Habitat para a Humanidade Brasil (https://habitatbrasil.org.br/), através do apoio da Open Society Budapest Foundation.

Os diretores são os mesmos responsáveis pelo filme ‘Limpam com Fogo’, documentário de 2017 que discute a epidemia de incêndios em favelas na cidade de São Paulo e a sua relação com a especulação. 

Serviço
Estreia do Documentário “Quem Mora Lá” em São Paulo, seguida de debate sobre o tema moradia no Brasil.
Data: 17 de Agosto (sexta-feira), às 21h
Local: Cinesesc – Rua Augusta, 2.075 – Cerqueira César
Ingressos: Gratuitos – retirar com 1h de antecedência.

A Habitat para a Humanidade Brasil atua no país há mais de 25 anos. Aproximadamente 76 mil pessoas já foram atendidas pela organização social em 11 estados, na construção ou melhoria de suas casas, assim como no acesso à água em regiões de seca. Há mais de 10 anos, também trabalha em espaços democráticos para propor e incidir por políticas públicas de acesso à moradia. Além disso, a organização promove capacitações para fortalecimento de mulheres, jovens, lideranças e comunidades e, através de ações de voluntariado e mobilização, busca envolver a sociedade na luta pelo direito à cidade e à moradia adequada. A missão da organização é possibilitar, para o maior número de famílias possível, um ambiente seguro e saudável onde alcancem a força, estabilidade e autossuficiência necessárias para construir uma vida melhor. A organização não governamental, sem fins lucrativos, faz parte da rede Habitat for Humanity, presente em mais de 70 países.

Lead Comunicação

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

AIRBUS RENOVA PARCERIA COM USP DE SÃO CARLOS.


Iniciativa reforça o investimento da empresa a longo prazo na área de educação e o compromisso com o país.


A Airbus continua reforçando seus investimentos em educação no Brasil. A empresa anunciou nesta terça-feira, durante a Latin American Business Aviation Conference & Exhibition (LABACE), que ocorre no Aeroporto de Congonhas (SP), a renovação da parceria com a Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (EESC – USP). Há 10 anos, a Airbus apoia o curso de Engenharia Aeronáutica da EESC-USP e dá aos estudantes a oportunidade de estágios de longa duração nas instalações da empresa na Europa.

Desde 2009, os estudantes têm recebido oportunidades únicas de colocação nos módulos da estação espacial internacional e instalações de helicópteros, na Alemanha, e aeronaves comerciais, na França. Ao todo, mais de 90 alunos já beneficiaram desse programa enriquecedor de estágio profissional.

"Investir em educação e no futuro das comunidades onde atuamos é um dos nossos principais objetivos. O Brasil é um celeiro de talentos e por isso que a Airbus continua investindo na área de educação para estimular a paixão pela ciência e a formação de novos engenheiros e profissionais na indústria da aeronáutica", afirma Richard Marelli, presidente da Helibras e Head of Country da Airbus no Brasil.

Os investimentos da Airbus no país também se estendem a outros projetos na área de educação. Neste ano, a companhia lançou o Flying Challenge, que vai ajudar crianças do ensino fundamental de Itajubá (MG), sede da empresa. O projeto da Airbus Foundation, já beneficiou mais de 4.600 crianças e adolescentes em cinco países e chegou à América Latina pela primeira vez.

A Airbus também lançou neste ano a 6º edição da competição global Fly Your Ideas, em parceria com a UNESCO. A iniciativa desafia estudantes de universidades de todo o mundo a mudar o futuro da aviação com projetos inovadores em sustentabilidade, engenharia e design. Nas edições anteriores, os estudantes brasileiros demostraram grande talento e capacidade de inovação entre as mentes mais brilhantes da nova geração.

Além disso, a Airbus também patrocina o Prêmio Estudante do Ano, destinado a reconhecer o melhor aluno do curso de engenharia aeroespacial do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Na última edição, o estudante premiado teve a oportunidade única de vivenciar a Airbus em ação, acompanhando engenheiros da Airbus por toda a Europa e participar de air shows internacionais patrocinados pela Airbus.

A Airbus tem se dedicado à educação de forma continuada e está muito envolvida com o desenvolvimento dos jovens brasileiros, estimulando sua paixão pela ciência e compromisso com o futuro.

A Airbus é líder mundial em aeronáutica, espacial e serviços relacionados. Em 2017, registrou faturamento de €59 bilhões de euros redeclarado dentro do padrão IFRS 15 e empregou cerca de 129 mil profissionais. A Airbus oferece a mais completa gama de aviões de passageiros de 100 a mais de 600 assentos. A empresa também é a líder europeia no fornecimento de aviões-tanque, de combate, transporte e missão, bem como uma das empresas líderes globais na área espacial. Em helicópteros, a Airbus fornece as mais eficientes soluções em modelos civis e militares em todo o mundo.

 JeffreyGroup Brasil.

Leia> O Brasil Sobre Rodas.

IATE FABRICADO NO BRASIL SERÁ APRESENTADO EM CANNES.


Pela primeira vez em um boat show na Europa, o iate Verve 40, fabricado exclusivamente na unidade produtiva brasileira da Azimut Yachts, será apresentado em Cannes


Produzido apenas na sede brasileira do estaleiro Azimut Yachts, a Azimut Verve 40, embarcação que alia elegância e conforto com esportividade e tecnologia, vem conquistando público de várias regiões do mundo e reforçando a sua presença no mercado internacional. Foi por essa razão que a matriz global da marca, com sede na Itália, escolheu esse modelo para integrar a frota de 18 iates que serão as estrelas do Cannes Yachting Festival, de 11 a 16 de setembro.

O desempenho dos 3 motores de popa de 350 HP cada é atrativo aos amantes de velocidade sobre as águas. O iate de 40 pés, que pode superar 40 nós de velocidade, se destaca pelo seu design esportivo e sofisticado. O pavimento principal é aberto, protegido por hard top (similar ao teto solar) e, na central de comando, conta com três poltronas ergonômicas esportivas revestidas em couro italiano e alta tecnologia em equipamentos de navegação. Espaço para refeições, estilo gourmet, na praça de popa, e áreas amplas para relaxamento e banhos de sol na proa são mais características. Mesmo com o foco em esportividade e lazer, o convés (pavimento) inferior também impressiona pela grandiosidade e arquitetura. Ampla cabine iluminada com banheiro, cozinha e sala de jantar compõem a área que carrega a excelência da marca no mobiliário, eletrodomésticos e acabamentos.

Em Cannes, de 11 a 16 de setembro, a Azimut Verve 40 estará ao lado de outras 17 embarcações da marca comercializadas nas mais diversas partes do mundo, incluindo 3 novidades internacionais como é o caso da Azimut S6 e dos megaiates Azimut Grande 32 Metri e Azimut Grande 25 Metri.

Exportações em alta

A Azimut Yachts, com quase 50 anos de história e líder mundial em fabricação de iates de luxo (Global Order Book), conta com 6 amplas fábricas, cinco delas na Itália e uma em território brasileiro, esta com 35 mil m2 de área. A planta Brasil, a mais nova do Grupo, inaugurada em 2010, está perto de chegar à marca de 200 iates de alto luxo já produzidos em solo brasileiro e mantém índices de crescimento em torno de 10% ao ano. Começou a exportar há cerca de 4 anos. Atualmente, modelos de iates fabricados no país (que seguem criteriosamente o mesmo padrão da matriz), como é o caso da Azimut Verve 40 que será exposta em Cannes, já integra a gama mundial, ou seja, é vendida para 70 países e uma rede de vendas de 138 escritórios.

Essa embarcação teve o seu lançamento há menos de 2 anos. Em pouco tempo, a Azimut Verve 40 se tornou sucesso nos Estados Unidos pelo seu conceito weekender, que privilegia o desempenho e as áreas de lazer para passeios diurnos sem deixar de lado o conforto e a sofisticação de sua cabine e outros espaços interiores dedicados para pernoite ou descanso. O modelo também já foi comercializado no Brasil, em outros países da América Latina, nos Emirados Árabes e já está atraindo a atenção do público europeu.

“Para nós é um orgulho saber que a produção feita aqui no Brasil segue exatamente todos os padrões exigidos pela matriz italiana. Por meio do renome mundial, da qualidade de nossos produtos e da solidez da Azimut Yachts, o Brasil hoje também faz parte dessa história lançando tendências para o universo náutico, assim como já é feito pela marca há quase 50 anos. Com a força de nossa produtividade, isso certamente reflete em impulso à indústria, à geração de empregos e ao desenvolvimento”, explica o CEO da Azimut Yachts no Brasil Davide Breviglieri

“Além da Verve 40, em termos gerais no que se refere à exportação de nossos barcos, mais de 50% das vendas realizadas desde setembro de 2017 até hoje foram direcionadas ao mercado internacional. A expectativa é seguir mantendo a nossa força de vendas ao Brasil e também fortalecer a nossa presença no mercado externo, o que favorece ainda no impulso da produção nacional mesmo em um cenário de incertezas econômicas que o país vem atravessando”, complementa o executivo.

Azimut Yachts é uma marca do Grupo italiano Azimut|Benetti com matriz na Itália, reconhecido pela 18ª vez pelo Global Order Book (publicado pela Show Boats) como o maior produtor de iates de luxo do mundo. Opera em 70 países com uma rede de vendas de 138 escritórios. Além das fábricas localizadas na Itália, em 2010, inaugurou unidade de produção em território brasileiro, na cidade de Itajaí, SC. Na filial brasileira, fabrica embarcações de 40 a 100 pés.

Rotas Comunicação.

Leia> O Brasil Sobre Rodas.

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

AIRBUS ANUNCIA NOVO PRESIDENTE PARA A AMÉRICA LATINA E CARIBE.


Arturo Barreira (foto), atual vice-presidente de vendas da Airbus América Latina e Caribe, foi nomeado Presidente da Airbus para a região. Barreira traz para a função mais de 20 anos de experiência na liderança no ramo de aviação global e responderá diretamente para Eric Schulz, Chief Commercial Officer da Airbus, e Jeff Knittel, presidente do conselho e CEO da Airbus nas Américas.

O atual presidente da Airbus para a América Latina e Caribe, Rafael Alonso, anunciou que vai se aposentar depois de 40 anos no segmento de aviação comercial e ter participado diretamente da venda de mais de 2 mil aeronaves.

"Estamos profundamente agradecidos ao Rafael pelos 37 anos de liderança excepcional na empresa. Sua dedicação e espírito pioneiro posicionaram a Airbus para o continuo sucesso como a líder de mercado na região", disse Schulz, Chief Commercial Officer da Airbus. "Seu estilo de liderança focado nas pessoas, o conhecimento de mercado e relacionamentos construídos por Arturo na região o tornam excepcionalmente qualificado para liderar nossa empresa em busca de um sucesso ainda maior para nossos clientes e stakeholders na América Latina", disse Schulz.

Em 2012, Barreira foi nomeado vice-presidente de vendas da Airbus América Latina e Caribe, tendo anteriormente atuado como diretor regional de vendas desde 2005. Como um dos líderes da equipe de vendas da América Latina e Caribe que vem batendo recordes de pedidos nos últimos dez anos, Barreira impulsionou o sucesso do departamento regional de vendas para aviação comercial da Airbus, consolidando o lugar da empresa como líder do mercado regional.

O senhor Rafael Alonso passou a maior parte de sua carreira aumentando a presença, evolução e influência da Airbus em toda América Latina e Caribe. Sua carreira na Airbus teve início em 1984, quando ele foi destacado para a sede da Airbus em Toulouse como gerente regional de vendas. O espanhol subiu rapidamente na hierarquia da empresa, tornando-se vice-presidente de vendas na América Latina em 1987 e posteriormente se mudando para Miami para fundar o escritório regional oficial da Airbus no local em 2007. Foi nomeado presidente em 2014.

JeffreyGroup Brasil.

Leia> O Brasil Sobre Rodas.

CUMMINS BRASIL LANÇA MOTOR X15 PARA O MERCADO MARÍTIMO.


Novo motor começa a ser produzido oficialmente pela companhia no início de 2019, na planta de Rocky Mount, na Carolina do Norte


É no maior ponto de encontro da comunidade marítima da América do Sul que a Cummins lança o motor eletrônico X15 para o segmento. Durante a 15ª edição da Marintec South America, que acontece entre os dias 14 e 16 de agosto, no Centro de Convenções SulAmerica, no Rio de Janeiro (RJ), a desenvolvedora de powertrain apresenta sua nova aposta para o mercado, com atributos para atender a rebocadores, barcos de pescas, empurradores fluviais, transporte de passageiros, entre outras aplicações comerciais.

“Consideramos o mercado brasileiro de extrema importância, com potencial em diversas regiões, como a Norte, devido às altas demandas para o mercado de navegação fluvial, Nordeste e Sul, locais onde temos um número relevante de clientes para suportar”, diz Eric Marini, gerente de Produto da Cummins Marine.

A produção oficial do X15 está prevista para o início de 2019, na planta de motores Cummins em Rocky Mount, na Carolina do Norte, nos EUA. O novo produto da Cummins para o mercado marítimo traz inovações com foco na contribuição das operações, com baixo consumo de combustível e flexibilidade para atender embarcações que variam de 45 a 75 pés, dependendo da aplicação. A faixa de potência é ideal para demandas que variam entre 13 e 15 litros.

O Cummins X15 de 450 cavalos de potência (336 kW) e 600 cavalos de potência (447 kW) contínuos para propulsão e auxiliar de bordo atende aos rigorosos padrões de emissões Tier II da Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA) Nível II e Organização Marítima Internacional (IMO).

Além de seguir a tendência downsizing de motores marítimos, contribuindo com espaços restritos das embarcações, baixo peso (1.450 quilos) e alta potência, o Cummins X15 utiliza o mais recente sistema de combustível Cummins XPI. Este, por sua vez, fornece maior pressão de injeção, resultando em uma queima de combustível eficiente para emissões limpas e economia de combustível otimizada.

Além da mais recente tecnologia de sistema de combustível, o X15 para uso marítimo utiliza o módulo inteligente de controle do motor Cummins, o CM2350, que oferece capacidade avançada de diagnóstico e monitoramento, bem como proteção do motor por meio de taxas reduzidas e desligamentos automatizados do motor para evitar falhas. A tecnologia CM2350 também possui monitoramento do sensor de combustível, funcionalidade de partida/parada do motor digital e pressão e temperatura da engrenagem.

“A eletrônica embarcada ainda traz a possibilidade do monitoramento digital do motor via satélite, como contribuição com as operações da embarcação”, afirma Marini. Ainda segundo o gerente, “o X15 é mais um exemplo de investimento contínuo da Cummins no mercado marítimo; introduzimos o motor de maior rotação do mercado global, o QSK 95, com mais potência e durabilidade que qualquer outro motor marítimo de alta velocidade de sua categoria. E agora o novo X15 reforça o compromisso Cummins de entregar os produtos que nossos clientes precisam para terem sucesso”.

O X15 foi desenvolvido para equipar barcos novos ou atender ainda serviços de repotenciamento, a exemplo de sua primeira aplicação global que ocorrerá em um barco de tripulação da Louisiana, nos EUA, substituindo um motor não Cummins. O troca irá contribuir com a eficiência e o desempenho da embarcação.

Linha Cummins Marine - A oferta completa de produtos Cummins para o mercado naval inclui motores de propulsão e auxiliares de bordo (mecânicos e eletrônicos) que variam de 6.7 até 95 litros e/ou 300 hp a 4.000 hp; pacotes Diesel Elétrico (de 358 kw a 1.825 kw) e geradores de bordo disponíveis entre 5 kw e 1.800 kw. Toda gama de produtos da Cummins Marine atende às mais rigorosas normas de emissões vigentes no País, IMO Tier II.

O mercado de geradores marítimo é atendido pela Cummins com produtos ONAN entre 5 e 90 kW e Cummins Marine para potências superiores, a serem usados como geradores de bordo, de emergência, e conjuntos para propulsão Diesel Elétrica. Segundo Colares, “nossos produtos são muito competitivos nesse mercado; produzimos 100% dos componentes principais de grupo geradores, ou seja, alternadores, motores e painéis de controle, sendo um importante diferencial em relação à concorrência.

CONSTRUÍDO PELA AIRBUS, O SATÉLITE AEOLUS ESTÁ PRONTO PARA O LANÇAMENTO.


O Aeolus, satélite para detecção de vento da Agência Espacial Europeia (ESA – European Space Agency), foi encapsulado com sucesso ao lançador Vega no Centro Espacial da Guiana, em Kourou, e está pronto para o lançamento no dia 21 de agosto.

Construído pela Airbus, o Aeolus será o primeiro satélite capaz de realizar uma observação global de padrões de elementos de vento diariamente e em tempo praticamente real.

A aeronave, que pesa 1,4 toneladas, conta com o chamado Aladin, um instrumento LiDAR (acrônimo de Light Detection and Ranging) que usa o efeito Doppler para determinar a velocidade do vento em diferentes altitudes.

Os dados obtidos pelo Aeolus garantirão valores confiáveis de padrões de vento em escala global, que são importantes tanto para meteorologistas, que buscam melhorar a precisão de previsões do tempo, quanto para climatologistas, que procuram compreender melhor a dinâmica global da atmosfera terrestre.

O Aeolus orbitará a Terrra 15 vezes por dia, com transmissão de dados para os usuários dentro de 120 minutos a partir da medição anterior em cada órbita. O ciclo de repetição de órbita é de sete dias (a cada 111 órbitas) e a espaçonave voará em uma órbita de 320 Km por três anos.

JeffreyGroup Brasil.

Leia> O Brasil Sobre Rodas.